Estrutura do Curso

Linhas de Pesquisa do Programa

1. Estratigrafia e Correlação Geológica

Objetivos: aprimorar e aplicar os modernos métodos estratigráficos nos estudos da geometria, estrutura, sequência, história e correlação de sequências sedimentares. Esses estudos são fundamentais no sentido de se construir, integradamente, um quadro da arquitetura das bacias e explicar a sua evolução paleogeográfica, considerando-as num contexto de variações eustáticas do nível do mar versus tectônica.

2. Geologia do Quaternário e mudanças ambientais

Objetivos: Nesta linha de pesquisa convergem as pesquisas sobre os processos naturais e antrópicos atuantes no Quaternário, incluindo ciclos de maior ou menor intensidade e seu reflexo nas condições ambientais.

3. Mecanismos de Formação e Evolução de Bacias Sedimentares e Magmatismo Associado

Objetivos: Envolve estudos integrados de tectônica, estratigrafia e magmatismo, caracterizando os diferentes episódios evolutivos de bacias sedimentares, bem como de seu potencial econômico.

4. Geologia e Geofísica de Margens Tipo Atlântico

Objetivos: Compreensão dos processos tectono-sedimentares relacionados à origem e evolução de bacias sedimentares de margem continental do tipo atlântico. Inclui a integração e interpretação de dados geológicos e geofísicos de bacias sedimentares do Brasil e da África, com análise de modelos geodinâmicos, tectônica de rifte e tectônica de sal.

5. Avaliação geoeconômica de recursos minerais energéticos

Objetivos: Desenvolver bancos de dados sobre a evolução das reservas, produção e consumo de recursos minerais energéticos.

6. Evolução Tectônica de Faixas Móveis

Objetivos: Compreender os processos geotectônicos de formação e evolução de faixas móveis precambrianas (Faixas Ribeira e Brasília) e fanerozóicas (Faixa Sub-Andina Boliviana, Orógeno Cubano, Península Antártica). Sua execução envolve a obtenção e integração de dados de mapeamentos geológicos sistemáticos, análises petrográficas, estruturais, geoquímicas, e geocronológicas.

7. Controle Tectônico de Depósitos Minerais e sua Inserção no Contexto Geológico Regional

Objetivos : Caracterização de depósitos minerais metálicos e não-metálicos e sua relação com a evolução geológica regional, a fim de orientar a seleção de zonas favoráveis à concentração mineral. Utiliza-se da descrição da zona mineralizada, através de levantamento de dados geológicos, estruturais, petrográficos, geoquímicos e geocronológicos e sua integração com dados geológicos regionais.

8. Reativação e Controle do Embasamento de Bacias Sedimentares

Objetivos: Estudar a influência da estruturação do embasamento cristalino na evolução tectônica das bacias sedimentares, através de estudos estruturais e geomorfológicos dos processos de falhamento e fraturamento da crosta, aliados a determinações geocronológicas do magmatismo associado. Ênfase é dada à tectônica Meso-cenozóica da região atlântica brasileira e seus reflexos na estruturação das bacias off-shore, principalmente as de Campos (RJ-ES), de Santos (RJ-SP) e de Almada (BA).

9. Geofísica Aplicada

Objetivos: Obtenção, integração e interpretação de dados geofísicos, com aplicação à temática de faixas móveis.